Connect with us

Dicas de Revenda

Aprenda a calcular a sua margem de contribuição e Construa um mix de vendas eficiente

Published

on

Hoje iremos falar de algo muito importante em uma loja: o Mix de Produtos. Vamos aprender a comprar e construir uma variedade de produtos que promete ser mais atrativo e com maior margem de venda.

 

Imagine se você diante dos 6 produtos mais vendidos da sua loja e você só pudesse escolher 3, quais você escolheria? E agora, me responde, qual destes 3 produtos têm a maior margem de contribuição? Então por que trabalhar com os outros 3 produtos que você não escolheu? Essa resposta lógica seria a decisão correta? Para a maioria das pessoas sim, mas será mesmo que é esse o caminho?

Para chegarmos em uma resposta sensata é preciso analisarmos algumas questões revelantes:

  • Primeiro e o mais importante, você sabe o que é margem de contribuição? Como eu sei qual é o produto que tem a maior margem de contribuição?

Calma, vamos lá, primeiro, margem de contribuição é o valor que cada produto gera para cobrir os seus custos fixos.Para descobrir qual a margem de lucro de cada produto é preciso aplicar a seguinte formula sobre o valor de compra de cada produto: MC = PV – Custos Diretos   (PV: margem de contribuição, PV: preço de venda)

  • Segundo: você sabe quais são os seus custos fixos?

Para quem ainda não sabe, custos fixos ou despesas fixas são aqueles gastos mensais que não dependem de fatores externos para serem cobrados. Por exemplo, o aluguel, a folha de pagamento, a internet, a conta de luz, etc.

  •  Terceiro e não menos importante: quais são os seus custos diretos?

Custos ou despesas diretas, nada mais é do que os seus custos variados, por exemplo, o preço da bolsa que você acabou de comprar, impostos sobre as vendas, comissões da equipe de vendas, etc.

Com todos esses dados na ponta do lápis, fica infinitamente mais fácil calcular a sua margem de contribuição de cada produto vendido em sua loja. Mas calma, não é só isso que você precisa para comprar/vender os produtos que possuem a maior margem de contribuição.
Mas saiba, que os três passos que ensinamos a cima é só o básico para você  entender um pouquinho sobre a sua margem de contribuição. Agora que você já sabe o básico, vamos dar um passo a mais e analisarmos juntos um pouquinho mais a fundo.
Imaginemos o seguinte exemplo:
(Análise simples da Margem de Contribuição)

Produto Receita Custos Variáveis M.C. Ranking
A 460.000,00 250.000,00 110.000,00 A
B 120.000,00 100.000,00 10.000,00 C
C 240.000,00 60.000,00 100.000.00 B
Total 720.000,00 500.000,00 320.000,00

Parece difícil, mas com essa análise simples, podemos concluir que o produto que deveríamos investir e vender mais, seria o A, na sequencia o C e por último o B.
Mas o mundo real não é bem assim, existe variáveis, por isso que precisamos analisar também os seguintes fatores:  a Margem de Contribuição x Fator limitativo.
E agora, como eu calculo isso? Calma essa analise é um pouco mais simples:

  1. Vamos imaginar que:
  • Não temos estoques iniciais.
  • Tudo que foi comprando foi vendido:

Produto A – 10.000 unid.  Produto B – 7.500 unid. Produto C – 2.500 unid.

  • A capacidade máxima de venda da loja, medida em mão de obra direta, não ultrapassa 150.000 horas anuais. (LIMITADOR)
  • Quantidades máximas que o mercado absorve de cada produto são:

A – 12.000        B – 9.500       C – 3.000 unidades

  • E, por fim consideramos também que, Custos /Despesas fixas são de R$ 100.000,00.
  1. Devido ao fator limitante (Horas de loja aberta), teremos:
Produto  Quant.  M.C. Horas Gastas  Ranking
 Vendida  Unit. por produto por hora
A   110.000,00                  11,00 5 R$ 2,20 A
B     20.000,00                     2,67 2 R$ 1,33 B
C     90.000,00                  36,00 34 R$ 1,06 C
Total   220.000,00
Memória de cálculo: R$ 2,20

Observe que o ranking dos produtos mais rentáveis alterou devido ao cálculo da MC ser ajustado em função das horas de loja aberta/ limitação na produção.
E finalmente, teremos que calcular as quantidades que precisam serem vendidas utilizando o novo RANKING dos produtos, lembrando que não podemos “estourar” a capacidade de compra que é de: 150.000 horas/homem.
  Apresento agora, conforme prometido, o MIX MATADOR:
 

a

b

c = a*b A  
Produto Qtde admitida Horas Gastas Total de horas Total de horas
pelo mercado por produto Gastas Possíveis
A 12000 5 60.000 60.000  
B 9500 2 19.000 19.000  
C 3000 34 102.000 71.000  150 – (60 + 19 )
Total     181.000
Ultrapassou a Quantidade de Horas
150.000
    232.509,80
a   b

c = a/b

d e = c * d
Total de horas Horas Gastas Unidades
Possíveis por produto por produto UNITÁRIA TOTAL
 60.000   5 12.000 11,00 132.000,00
19.000   2 9.500 2,67 25.333,00
71.000  150 -(60 + 19) 34 2.088 36,00 75.176,47
150.000       232.509,80
Custo Fixos -100.000,00
Maior Lucro Líquido possível  132.509,80

Conclusão:

  • Procurar o produto que tem maior margem não é, muitas vezes, suficiente.

 

  • Precisamos investir no produto que apresente a melhor margem de contribuição por fator limitativo de capacidade.

Agora que você já sabe como comprar e vender melhor, que tal abastecer a sua loja com as novidade do Birô? clique aqui e boas compras.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

Carnaval: Como manter as vendas dos seus negócios

Published

on

Uma das principais dicas para vender mais no carnaval é entrar no clima de festa e ganhar a atenção do seu cliente para que ele venha comprar na sua loja, para alavancar as vendas, invista em estratégias de marketing e vendas temáticas. Faça uma preparação prévia com o tema que reflita a identidade da data, com e-mails especiais, banners e redes sociais. Faça um planejamento antecipado pois a maioria dos clientes podem estar de férias, então certifique-se de eles receberão todas as novidades.
Uma possibilidade é a criação de produtos temáticos e personalizados com o tema do carnaval, e para atrair os consumidores ainda mais é interessante criar promoções, cupons de desconto ou até frete grátis, todos relacionados com o evento. O início do ano já é uma época conhecida de baixa no comércio, conhecer o seu público alvo é sempre importante assim como entender o comportamento dos seus consumidores, esses serão seus aliados na hora de criar conteúdo que pode gerar vendas.
Fazer uma pesquisa sobre o produto mais vendido nessa época em anos anteriores é importante porque você pode deixar essas peças em destaque para que ela fique mais visível e mais fácil de comprar. Os descontos devem ser aplicados naqueles produtos sazonais, que só vendem em determinadas épocas do ano, como peças de verão, para queimar o seu estoque, é a hora de aproveitar e vender esses produtos de época.
Caso você tenha peças que em sua loja que poderão ser compradas para serem usadas no carnaval certifique-se que elas realmente chegarão a tempo, esse será mais um recurso para fidelizar o seu cliente, garantindo que a compra chegue exatamente quando ele espera. E tenha uma carta na manga para aproveitar essa data comemorativa e conquistar os clientes recém adquiridos, como por exemplo um cupom de desconto específico para quem comprou nessa data e pode usar até uma data limite estipulada, assim você consegue também atrair esse público para a volta as aulas.
A área de marketing que é encarregada da divulgação deve estar a atenta e produzir materiais relacionados a data comemorativa, assim como as redes sociais também precisam estar prontas para o tema, mesmo que a sua loja não venda produtos que podem ser usados especificamente no carnaval. As redes sociais são sempre grandes aliadas quando o assunto é divulgação para as grandes massas. Estar conectado as tendências e palavras chaves e mais buscadas das redes é primordial para saber o que está acontecendo e qual caminho seguir. A sua loja precisa estar inserida em tudo que está acontecendo, ligada ao que todos estão comentando, assim fica mais fácil criar engajamento e identificação com a sua marca, e ela sempre será lembrada mesmo em outras épocas.

Continue Reading

Dicas de Revenda

Produtos femininos com maior sucesso de venda

Published

on

O mercado de moda feminino vive em constante mudança. Para saber o que vai ser tendência é necessário acompanhar o que está na moda e ficar por dentro das novidades.  

Um dos principais pontos que o dono de um negócio deve se preocupar é em oferecer produtos de boa qualidade e ter um plano de divulgação empenhado em resultados. Escolher o seu público alvo e conhecê-lo profundamente é de primordial importância, pois só dessa forma será possível realizar ações específicas e obter melhores resultados.  

Atualmente uma das principais formas de venda no universo feminino é a digital, através de lojas virtuais e redes sociais como o Instagram e Whatsapp que são ferramentas importantes para criar conteúdo, atrair os consumidores e fechar vendas. 

O sucesso desse tipo de comércio é determinado por alguns pontos chaves como: produtos tendência que causam desejo nos consumidores, uma boa divulgação visando o público que você quer alcançar e não ter medo de arriscar em inovações.  A estratégia com influenciadores é cada vez mais usada pelas grandes marcas para atrair um público que está sempre conectado em busca de novidades.  

Um dos produtos com maior sucesso de venda no mercado feminino são: roupas, cosméticos e maquiagens, sapatos, lingerie, bolsas e bijuterias e semijoias. Segue abaixo detalhado cada um deles. 

Roupas 

Continua sendo o segmento mais rentável, sendo os itens mais comprados pelos consumidores. Para iniciar a revenda desses produtos é necessária uma análise de mercado para chegar exatamente no seu público alvo e definir qual será o tipo de roupa que você quer vender.  

Cosméticos e Maquiagens 

Empreender nesse ramo é bem lucrativo. Cosméticos e maquiagens são itens indispensáveis no dia a dia das mulheres, sendo um nicho que só cresce. Alguns produtos são comprados mensalmente e gera uma grande facilidade de revenda. 

Sapatos Femininos 

Os sapatos são um dos itens mais vendidos do guarda roupa feminino, devido a sua popularidade. Muitos modelos são importados e vendidos diretamente pela internet onde a procura é alta devido a facilidade de venda. 

Lingerie 

Um produto de alto lucro e grande procura entre as mulheres. Dependendo do fornecedor que você for adquirir as peças é possível lucrar em cada uma mais de 100%. É um ramo onde existe enorme possibilidades de modelos e públicos para atingir.  

Bolsas 

As bolsas se tornaram itens de luxo para as mulheres principalmente aquelas de marcas famosas. Devido ao desejo de compra que essas peças causam nas mulheres, é fácil obter um ótimo resultado de vendas. Há também um nicho a ser preenchido nessa mesma área com as bolsas mais simples e básicas para atender o consumidor que não tem condições de adquirir peças mais caras.  

Bijuterias e semijoias 

Nesse ramo de bijuterias e semijoias você consegue atingir dois públicos distintos, como o consumidor que quer comprar peças mais baratas e o outro que quer peças mais sofisticadas. O nível de aceitação no mercado é muito alto devido ao tipo de peça ser bem procurado. Para quem quer ser revendedor é possível começar com poucas peças e ir aumentando gradativamente e alcançando resultados expressivos.  

E aí? Com quais desses produtos você trabalha? 

Continue Reading

Business

Como calcular o faturamento da sua empresa?

Published

on

Se você tem negócio próprio, certamente, a saúde financeira da empresa deve ser uma das suas maiores preocupações. Afinal, não é novidade que esse fator é determinante para o crescimento ou declive da sua loja – de fato, conforme dados do Sebrae, as taxas de mortalidade de novas empresas no Brasil, com dois anos de funcionamento ou mais, chega a quase 25%, e uma das principais causas disso é a má gestão financeira. Por isso, é fundamental se organizar e entender algumas questões-chave nesse processo, como calcular o faturamento.

A seguir, confira dicas para calcular o faturamento de sua empresa sem erros. Acompanhe!

O que é faturamento?

O faturamento é a soma de todos os valores que entram no caixa em um determinado período, geralmente medido mês a mês, devido à sua atividade comercial. Aqui, é importante entender a diferença entre faturamento e lucro: o segundo conceito é o valor que sobra depois do pagamento de todas as despesas. Isso significa que faturamento alto não é sinônimo de lucro alto!

Para ficar mais claro, vamos supor que você vendeu 10 bolsas no mês, por R$ 50 cada. Seu faturamento mensal será de R$ 500. É perceptível que o faturamento está diretamente ligado ao preço e à quantidade de vendas realizadas. Já seu lucro serão esses R$ 500 menos suas despesas para funcionamento (taxa de locação, pagamento de salários, compra de insumos, etc.).

Como calcular o faturamento?

Aqui, é importante diferenciar e saber calcular o faturamento bruto e o líquido.

– Faturamento bruto

O faturamento bruto é o valor que a empresa recebeu pelas suas vendas em um determinado período. Ele aumenta sempre que há uma nova venda – independentemente se é parcelada ou não, o valor será contabilizado de forma integral.

Assim, se você tem uma empresa que vende bolsas e acessórios femininos e comercializou 1.000 unidades no último mês a R$ 100, o seu faturamento bruto será:

Faturamento Bruto = R$ 100 X 1.000 = R$100 mil.

– Faturamento líquido

Já no faturamento líquido, é preciso retirar as deduções das vendas, o que corresponde a vendas canceladas e mercadorias devolvidas, além de impostos incidentes sobre elas, como o IPI.

Supondo que temos apenas um imposto, o ICMS, que, nesse caso, será de 18%. Levando em consideração que 18% de R$ 100 mil = R$18 mil, então:

Faturamento Líquido = R$100 mil – R$18 mil = R$82 mil

Dicas para fazer sua estimativa de faturamento

Fazer a projeção financeira do seu negócio é extremamente vantajoso para uma gestão mais segura e otimizada, e para reduzir perdas financeiras. Confira algumas dicas para elaborar sua projeção financeira:

  • Seja realista na hora de elaborar seu planejamento financeiro, sempre se baseie no seu fluxo de caixa.
  • Avalie seus custos e projete suas vendas de acordo com o desempenho anterior e as variações do mercado, nunca vá pelo “achismo”.
  • Para facilitar esse processo, analise o custo do produto, a média mensal do que é vendido e o valor gasto por venda.
  • As informações do fluxo de caixa devem estar sempre atualizadas.
  • Estime o valor de caixa uma vez por mês, não se esqueça de incluir obrigações fiscais, retiradas e despesas fixas.
  • Faça um estudo das perdas e dos lucros dos últimos anos, esse controle lhe ajudará a prever o que vai acontecer nos próximos meses, bem como a repetir sucessos e não cometer os mesmos erros.

Não se esqueça: suas metas devem ser empolgantes, mas sempre realistas!

E então, pronto para calcular o faturamento de sua loja? Tem alguma outra dúvida sobre o tema? Deixe sua mensagem nos comentários!

Continue Reading

Trends Tops

Biroshop | BRW MODAS LTDA - EPP | Rua Julio Ribeiro, 243 Loja 515 - CEP: 03010-030 | São Paulo - SP Brasil | CNPJ:17.235.967/0001-55