Como Vender Mais

Como criar uma vitrine perfeita

Por  | 

Você sabia que um dos principais influenciadores de compra é a vitrine? Estudos apontam que a boa e correta exposição de produtos é responsável por cerca de 50% a 75% das vendas no varejo. Por isso, criar uma vitrine bem pensada, que desperte interesse do público é altamente importante, são 10 dicas que irão ajudar você a criar a vitrine perfeita!

Aposto que você deve estar pensando ” não tenho jeito pra isso!” , “não tenho criatividade” ou até mesmo “não tenho dinheiro para isso”. Antes mesmo de começarmos esse assunto precisamos ter em mente o seguinte objetivo: é preciso aproveitar da melhor forma possível todo o espaço de sua loja, de forma que ele seja bom o suficiente para atrair os clientes e convencê-los a “trocar” o seu dinheiro pelo seus produtos.

É claro que algumas pessoas  habilidade e  um senso de estético mais apurado que as demais, mas lembre-se que não é não basta somente talento, é preciso principalmente técnica, o que significa, que é preciso muito mais estudo e dedicação do que habilidade e talento.

A ciência que ensina como criar uma vitrine perfeita e realmente eficiente e com alta taxa de conversão, ou seja, um número alto de pessoas que para para visualizar a sua vitrine entra na loja e, mais ainda, faz uma compra após ver a sua vitrine que é um método testado e comprovado que tem sido estudado com resultados que demonstram a sua eficácia, resultados estes que você pode replicar e recriar em sua própria loja é chamada de “visual merchandising”.

No post de hoje iremos sugerir algumas dicas de como criar uma vitrine perfeita e  realmente eficaz  para não só chamar a atenção de quem passa, mas atrai a atenção de seus potenciais clientes e promover a comprar em sua loja.

1 – Quem é o seu público alvo?

Parece clichê, mas conhecer profundamente o seu cliente é fundamental na hora de criar uma vitrine. Saber a faixa etária, escolaridade, poder aquisitivo,  life style é fundamental na escolha do mood. Por exemplo, se o seu público alvo são jovens senhoras, não combina  em nada fazer uma vitrine com o mood teen.

2 – Mantenha-se atualizado

Inspire-se, pesquise! A internet é um ótimo lugar oara encontrar sites que falam sobre o assunto. Um dos mais legais é o Pinterest e o Instagram.

 

3 – Mostre o que você tem de melhor!

Antes de entrar em uma loja, as pessoas geralmente gostam de ter uma ideia de como é o produto, se irá lhes servir ( no caso de roupas). Para atender esta vontade é interessante montar looks atuais, onde o seu publico identifique-se com a situação em que o produto está exposto.

4 – Harmonia sempre

Uma regra que vale para a exposição de qualquer produto, seja na vitrine, prateleiras ou araras: harmonia sempre! Procure agrupar os produtos que combinam entre si, levando em consideração, cor, tamanho e forma. Uma vitrine  com produtos  expostos que combinam entre si,  dão ao consumidor razões extras para comprar mais produtos, pelo simples fato de que por trás disto, há o bem estar de conseguir enxergar os produtos da vitrine como grupos e não como elementos “soltos”.

5 – Crie “categorias”

Vamos colocar a criatividade para trabalhar? Crie categorias, elas podem ter relevâncias como cor, preço, tamanho, função… por exemplo, grandes magazines colocam por cintos próximos a calça jeans, ou super mercados colocam cervejas próximos a petiscos. Esta é a razão sutil para que o consumidor economize tempo em procurar o produto que combine com a compra principal, ou até mesmo que o consumidor pare para pensar se realmente precisa comprar os dois itens.

 6 –  Três é bom!

A maioria dos profissionais da área, os vitrinistas, adotam a regra do “agrupamento dos lote de três”. Essa regra consiste em organizar uma vitrine em que você irá dividi-la em três partes. Por exemplo: lado esquerdo, centro, lado direito. Em cima, no meio e embaixo.

A lógica por trás deste pensamento é que os nossos olhos estão acostumados a mover-se sempre procurando ao redor, a procura de algo assimétrico, pois quando os nossos olhos o encontram eles tendem a fixar- se  neste ponto. Essa é uma referência clara ao “Princípio da Pirâmide”, onde a teoria basea-se que se você tiver um item no topo e todos os demais em degraus mais baixos, isto irá forçar os olhos a olhar e focar em um ponto e depois ir descendo e olhando todos os produtos abaixo.

7 – Brilhe, brilhe, brilhe

A luz está diretamente ligada ao sentido do consumidor, você pode faze-lo sentir diferentes sensações e emoções baseados na iluminação de sua loja.Utilizar refletores para destacar determinados produtos também é uma maneira infalível de dirigir a atenção e garantir que as pessoas prestam atenção nos produtos que você quer.

8 – Menos é mais

Vitrine não é estoque! – Parece óbvio, mas é bom deixar claro: vitrine não é o estoque. Por isso, nada de aproveitar cada milímetro do espaço para colocar produtos. Dez em dez especialistas dizem que o excesso de produtos é o erro mais comum na vitrine. Produtos em demasia só criam poluição visual. E a percepção visual fica prejudicada quando muitos elementos se misturam. Portanto, siga uma regra básica na Arquitetura: Menos é Mais.

9 – Loja de shopping X loja de rua

As duas vitrines têm a mesma importância, porém devem ser trabalhadas de forma diferente. Nas lojas de shopping, o consumidor geralmente tem mais tempo para parar, analisar, pensar, apreciar; ao contrário das lojas de rua, que precisam de uma comunicação ainda mais rápida com o consumidor que está de passagem, apressado. Nesse segundo caso, o ideal é trabalhar o uso de displays e outras imagens que chamem a atenção do consumidor.
Especialmente em lojas de rua, um problema nas vitrines é o reflexo causado pela luz do dia. Uma dica valiosa é buscar alguma inclinação no vidro para eliminar os efeitos indesejados.

 

10 – Mude sempre

Nunca, jamais se esqueça de mudar a sua vitrine! Lembre-se, se os olhos são os espelhos da alma, a sua vitrine é o espelho de sua loja! Use-a para sinalizar o que você tem de novo, de mais bonito, o de melhor. Seja uma novidade ou seja uma promoção. O importante é sempre mante-la atualizada! Uma vitrine “parada” transmite uma loja abandonada, sem novidades e até mesmo a beira da falência!

 

 

Agora com as nossas dicas você tem tudo para  criar a vitrine perfeita e melhorar o desempenho de suas vendas! Conte para nós como foram as mudanças, o que você sentiu. Deixe um comentário com a sua sugestão de tema para o próximo post e boas vendas!

 

 

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *