Gestão

5 dicas para gerir a sua loja

Por  | 

O principal motivo para uma pessoa abrir uma loja é a familiaridade com o produto escolhido para ser vendido, certo? Mas só conhecer bem o produto ofertado não é o suficiente para ter sucesso no empreendimento, os desafios que surgem no processo de gestão e venda dificultam a vida dos menos experientes! Mas calma, hoje vamos te dar 5 dicas valiosas para tornar esse caminho mais suave.

Uma das coisas que mais assustam e perturbam 80% dos empreendedores são os mesmos:  má administração  financeira, troca troca de funcionários, produtos que custam a serem vendidos, ou pior, produtos de baixa qualidade e a falta de organização.

Calma, para alivio geral, tudo isso tem solução! Basta ter bastante determinação em seguir as 5 dicas que iremos dar a seguir!

1. Não seja o chefe, seja o líder

Toda empresa não importa o tamanho ou segmento, ela sempre dependerá da capacitação e qualidade do serviço prestado pelos seis funcionários. Quando falamos em loja a importância e dependência é muito maior do que imaginamos, pois são os vendedores, caixas e gerentes que estão frente a frente com os clientes, ou seja eles são a cara da sua empresa!

Mesmo que a sua empresa seja pequena e não tenha um setor dedicado a contratação de funcionários, é preciso ter atenção na hora de contratar e gerenciar as necessidades da sua equipe.

Alguns cuidados devem ser tomados na hora de contratar a sua equipe, pois tudo que começa certinho tende a dar certo!

Na hora da contratação, preste atenção nestes detalhes:

 

  • experiência é fundamental!
  • procure oferecer um salário e benefícios compatíveis ao mercado
  • procure sempre motivar a sua equipe com metas e bonificações
  • um ambiente organizado trás prazer para a convivencia
  • respeite as leis, afinal você não quer problemas trabalhistas

Saber gerencias a sua equipe é fundamental para o sucesso da sua empresa, afinal são os seus colaboradores que irão te ajudar a fazer a sua empresa funcionar.

Equipe motivada e feliz  significa bom atendimento!

2. Procure parceiros e não fornecedores

 

Fornecedores não devem ser apenas fornecedores, eles devem ser parceiros, por isso seja criterioso na escolha. Veja quais são as empresas que além de boa qualidade, poderá te oferecer material para trabalhar a divulgação, ou aquele que oferecerá  boas condições de pagamento ou alguma exclusividade para que você possa oferecer aos seus clientes.

Uma dica valiosa é pesquisar a reputação dos fornecedores para não ter surpresas desagradáveis.

Um lugar legal para conhecer novos parceiros são feiras, porque além de conhecer fornecedores, você poderá conhecer as novas tendências de mercado, fazer networking, trocar experiências com outros lojistas ou até mesmo descobrir algo a mais para oferecer aos seus clientes.

3. Compre com planejamento e tenha um estoque eficiente

 

 

Gerenciar de pertinho o seu estoque é vital para o sucesso do seu empreendimento! Uma boa gestão interfere diretamente a lucratividade.

O estoque ideal deve estar em equilíbrio com o faturamento, mas atenção, quando dizemos isso queremos dizer que o estoque nunca deve operar baixo ou acima do faturamento da sua loja.

Sabe por que? Porque quando o seu estoque opera abaixo do ideal, o seu estabelecimento corre o grande risco de perder clientes para os concorrentes por falta de mercadoria. E quando o seu estoque esta com muitas mercadorias parada, a sua empresa fica descapitalizada.

O melhor termômetro para analisar qual é a quantidade ideal é analisar a fundo os últimos dados de vendas dos meses anteriores, pesquisar quais datas comemorativas você vende mais, quais são os fornecedores que vendem mais, qual é o prazo de entrega deles e acima de tudo: fiscalizar o seu estoque!

 

4. Analise os dados

Como gestor, é sua responsabilidade ficar de olho nos números da sua empresa! Quando falamos de números não é só das despesas e do caixa que estamos falando, estamos falando no indicativos de vendas, ou seja, quais foram os produtos mais vendidos, quantos novos clientes você teve, quantos clientes nunca mais apareceram…

Esses dados são fundamentais para você traçar estrategias inteligentes de vendas e promoções.

 

5. Vamos aos números

 

 

Mesmo vendo rotina na vida de um comerciante, a gestão financeira normalmente não é tão bem realizada. Isso é pra lá de grave, pois a má administração do dinheiro pode impactar em dívidas ou até mesmo o fim do seu negócios.

O controle do fluxo de caixa tem como regra básica manter sempre atualizado os dados de entrada e saída de dinheiro em seu negócio. Para ajudar neste processo, tenha uma planilha com todos os dados das despesas fixas e ocasionais, dos valores a receber e dos rendimentos.

Com esse controle será possível traçar um planto de ação positivo para planejar investimentos futuros ou até mesmo para não ser pego de surpresa com alguma despesa.

 

Prontos para por essas dicas em prática? Então mãos a obra!

 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *